29 de nov de 2012

Os deuses mitológicos mais sombrios


Nas lendas dos povos antigos, alguns deuses mitológicos agiam de forma bem estranha. Dependendo da situação, eles faziam maldades para mostrar poder aos homens e cumprir a missão que tinham assumido. Só que muitos exageravam na dose! Veja abaixo os absurdos que deuses mitológicos de várias sociedades fizeram:


Hades: o rei dos mortos



Na Grécia antiga, Hades era o governante do mundo subterrâneo e das almas. Por isso, os mortais tinham medo até de pronunciar o nome dele. E com razão!

Hades não gostava de ter o reino invadido e quem fosse pego nos domínios dele morria no fogo ou era devorado por Cérbero – temido cão de três cabeças, que era bicho de estimação de Hades e responsável por guardar as portas do mundo dos mortos



Loki: inveja maligna


Deus do fogo, Loki também era conhecido, na mitologia nórdica, como demônio. Tanto que não media esforços para conseguir o que queria.

Conta a lenda que ele invejava tanto a beleza e a bondade do irmão mais novo, Baldur, que decidiu matá-lo. Loki fez uma flecha envenenada e pediu ao deus cego Holdur que a atirasse no jovem deus, que morreu na hora.

O malvado também tinha um crânio de estimação, onde gostava de beber cerveja. 



Seth: corpo em pedaços


Nenhum deus era tão temido no antigo Egito quanto Seth. Senhor das tempestades e da desordem, ele era impiedoso.

Metade humano e outra animal, Seth era inimigo dos deuses egípcios e costumava dominar alguns homens só para causar desentendimentos e confusões.

Conta a lenda que, para mostrar poder, ele teria matado Osíris (o deus da morte) e cortado o corpo dele em 14 pedaços, espalhando-os por todo o Egito. 



Angra- Mainyu: só escuridão


Para os antigos persas, não existia deus mais terrível do que Angra- Mainyu. Soberano da escuridão, da morte e da destruição, ele era responsável por todo o mal que atingia a Pérsia, como doenças sem cura, mortes e até desastres da natureza (tempestades, enchentes, furacões, secas...).

Angra-Mainyu era o maior inimigo do deus da bondade, Ahura Mazda, e sempre tentava destruir tudo de bom que Mazda fazia. 



Kali: colar de crânios


Conta-se que a deusa hindu Kali é a mais antiga do mundo (a lenda existe desde o ano 8 mil antes de Cristo).

A guerreira tinha sede de sangue. Kali adorava sacrifícios humanos e usava um colar de crânios das pessoas mortas.

Uma famosa história diz que ela exigiu a morte do líder de uma gangue de bandidos que raptou um poderoso rei de forma bem cruel. O ladrão sangrou até morrer e ela bebeu o sangue dele!



Marte: guerreiro sangrento



Toda vez que entrava no campo de batalha, o deus Marte espalhava violência e sangue: centenas de guerreiros morriam pelas mãos dele.

O maior rival de Marte era a irmã Minerva, com quem ele lutou na Guerra de Troia.

Enquanto a deusa ficou ao lado dos gregos e da justiça, Marte tocou o terror ao ajudar os troianos (que perderam a guerra!). Ele era o segundo deus mais poderoso da mitologia romana, depois de Júpiter. 

Via Recreio

O que você achou?

5 comentários:

  1. Loki como demônio, malvado, o puro-mau?

    Vê se cresce e leia antes de postar coisas desse tipo.

    Loki é um Trickster, uma Divindade Traquinas e que faz o mundo se movimentar. É fato que ele cria muita encrenca, mas ele resolve grande parte dessas encrencas, mesmo as que não foram criadas por ele.

    Veja Loki como um Bobo-da-Corte. Não o bobo alegre que fica fazendo piada, mas aquele que faz você ver o mundo como nunca antes visto. Ele abre as percepções e te dá duas importantíssimas lições:

    - Fogo é movimento, se ele parar, morre. Assim como todos nós.

    - Você pode mentir para todo mundo, mas nunca para você mesmo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Favor verificar fonte do post:

      Cláudio Umpierre Carlan (professor de História Antiga da Universidade Federal de Alfenas – Minas Gerais), Lair Amaro dos Santos Faria (doutorando do PPGHC/IH/UFRJ e tutor do Cederj/Unirio), André Leonardo Chevitarese (professor e historiador da UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro). Fonte: Dicionário de Mitologia Grega e Romana (de Pierre Grimmal, Bertrand- Brasil, 1995).

      Excluir
  2. Faltou Jesus nessa lista ai.

    ResponderExcluir
  3. O engraçado dos ateus é que eles se acham superiores por acreditaram apenas na ciência como se fosse a coisa mais concreta do mundo. Por mais "provas" que a ciência traga sempre vai existir coisas que terremos que abstrair para entender. A compreensão do que é um átomo ou da teoria do Big bang, por exemplo exigem completa abstração mental, algo que se assemelha muito ao que chamo de crença.
    Gostei do artigo, não fere a crença de ninguém.

    ResponderExcluir
  4. Achei interessante.. Jeova éo pai de jesus o Deus soberano.. e se ele fez tudo oque fez como o diluvio...ele sabia oque estava fazendo.. afinal naquela epoca ele fez isso para destruir as pessoas más... mas infelizmente essas pessoas que foram destruidas naoescutaram a mensagem de Deus , zombaram achando que nao ia acontecer..... Ateus,, Reflitam um pouco! genesis 6:1-8 ,

    ResponderExcluir

Expresse sua opinião Livremente! Apenas considere que:

(1) Discutir não é problema, desde que seja feito de maneira educada, respeitosa e que considere o direito do outro divergir.
(2) Palavras de baixo calão ou textos ofensivos serão apagados pela moderação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...