17 de jan de 2013

Fatos que marcaram a luta contra o Racismo pelo mundo


O racismo é qualquer pensamento ou atitude que separam as raças humanas por considerarem algumas superiores a outras. Sabemos que infelizmente sempre existiu e continua existindo nas suas mais diversas formas de ocorrência e de disfarces, mas ao longo da história algumas pessoas e alguns fatos foram marcantes na luta contra o Racismo. Acompanhe alguns:

Martin Luther King, contra o apartheid EUA


Martin Luther King (1929 - 1968) foi durante muitos anos a voz de afro-americanos que sofriam de apartheid dos EUA. O ativista liderou vários movimentos não-violentos que pediam a universalidade dos direitos civis básicos, como votar. Foi o Prêmio Nobel da Paz em 1964.

Oskar Schindler, o nazista que contratou judeus


Testemunha das atrocidades cometidas contra os judeus durante o Holocausto nazista, Oskar Schindler (1908 - 1974) usou sua posição no esquema para salvar mais de mil judeus dos campos de extermínio, contratando-os como trabalhadores em sua fábrica itens para a Wehrmacht, as forças armadas da Alemanha nazista.

Rosa Parks, presa não ceder seu assento


Em 1955, uma mulher negra foi presa por se recusar a ceder seu assento no ônibus a um homem branco. Este evento ocorrereu no sul dos Estados Unidos e foi o catalisador para a consolidação do Movimento dos Direitos Civis nos Estados Unidos. Seu nome era Rosa Parks (1913 - 2005) e devido aos protestos desencadeados por sua prisão, a Suprema Corte dos Estados Unidos proibiu a prática da segregação racial nos ônibus.

Ota Benga, um homem exposto no zoológico


Curiosamente, no início do século XX, um homem pigmeu foi exposto no "Casa dos Macacos" no zoológico do Bronx, em Nova York. Ota Benga (1881 ou 1884-1916), foi apresentado como "o elo perdido" na evolução do macaco ao homem.

Uma fonte para cada raça


Esta imagem foi tirada em Oklahoma, em meados do século XX, quando a segregação racial era de tal forma que as pessoas de cor tinha que beber em locais separados.

Nelson Mandela, resistência pacífica na África do Sul


Nelson Mandela (1918 -) tornou-se o símbolo da resistência não violenta contra o apartheid da África do Sul, e em 1994 tornou-se o primeiro presidente democraticamente eleito do Sul Africano por sufrágio universal. Foi Prêmio Nobel da Paz em 1993.

Rigoberta Menchú, uma líder indígena


Povos indígenas na América Latina de hoje ainda sofrem discriminação e marginalização social. Rigoberta Menchú (1959 -), da Guatemala, é uma das líderes que lutam pelo reconhecimento dos direitos dos povos indígenas em todo o mundo. Foi Prêmio Nobel da Paz em 1992.

O que você achou?

6 comentários:

  1. faltou o bispo Desmond Tutu,prêmio nobel da paz em 1984.

    ResponderExcluir
  2. Bah o Shindler não deveria estar nesta lista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apesar de não parece ser a pessoa mais correta do mundo, seu papel foi importante, pois no fim das contas 1200 judeus foram salvo. A Israel prestou homenagem ao cara.

      Excluir
    2. vc q nao deveria ter acesso à intenete kkkkkkkkkkkk

      Excluir

Expresse sua opinião Livremente! Apenas considere que:

(1) Discutir não é problema, desde que seja feito de maneira educada, respeitosa e que considere o direito do outro divergir.
(2) Palavras de baixo calão ou textos ofensivos serão apagados pela moderação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...