19 de mai de 2013

Nova novela da Globo traz vilão gay e evangélica mocinha


O vilão Félix (Mateus Solano) é gay, mas não admite isso publicamente. Ao contrário, camufla sua orientação sexual sob a fachada de uma união hétero e um filho. Essa associação entre o caráter do personagem e sua orientação sexual representa, para o autor da próxima novela das 21h da TV Globo, um ato de incorreção política. “Estou odiando o politicamente correto. Eu quis romper com essa coisa politicamente correta”, afirmou Walcyr Carrasco na festa de lançamento da trama neste sábado (18), em São Paulo, durante entrevista da qual o G1 participou. A "coisa", explicou ele, seria a bondade habitual de homossexuais em ficções televisivas.

Dois dos mocinhos, Eron e Niko (Marcello Antony e Thiago Fragoso, respectivamente), também são gays. E decidem ter filho. A maria chuteira Valdirene (Tatá Werneck) experimenta um surto místico e se torna evangélica.

Com o potencial polêmico desses ingredientes no centro de "Amor à Vida", de Walcyr Carrasco, a Globo tenta elevar a partir de amanhã a audiência da faixa das 21h, da qual "Salve Jorge", de Gloria Perez, se despediu anteontem sem deixar boas recordações.

A audiência média de "Salve Jorge" foi uma das mais baixas no horário, e esse pode não ser um percalço pontual. Conter a migração do público da TV aberta para os canais a cabo e a internet (ou ao menos o ritmo dessa tendência) é um desafio à Globo.

Via

O que você achou?

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse sua opinião Livremente! Apenas considere que:

(1) Discutir não é problema, desde que seja feito de maneira educada, respeitosa e que considere o direito do outro divergir.
(2) Palavras de baixo calão ou textos ofensivos serão apagados pela moderação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...