1 de nov de 2013

8 Fatos surpreendentes que podem mudar a sua visão sobre o mundo


Todos os dias, nos deparamos com revelações da ciência ou mesmo do cotidiano que são surpreendentes. Entre fatos esclarecedores e outros que nos deixam ainda mais intrigados, o universo nos presenteia com acontecimentos incríveis e constatações inusitadas. Confira alguns abaixo, que foram listados pelo The Huffington Post.


1 – Os continentes são diferentes do que você imagina


O mapa que você está acostumado a ver é mais focado no Ocidente e mostra alguns continentes menores do que eles são realmente. Na verdade, de acordo com o mapa de projeção de Gall-Peters — concebido primeiramente em 1885 por James Gall e depois retomado em 1973, pelo historiador e cartógrafo alemão Arno Peters — a África e a América do Sul são muito maiores do que vistas nos mapas atuais.

Essa projeção é de um tipo cilíndrico e equivalente, ou seja, as retas são perpendiculares aos paralelos e as linhas meridianas têm intervalos menores, o que resulta numa reprodução fiel das áreas dos continentes à custa de uma maior deformação do formato deles. Na figura acima, você pode ver esta representação mais precisa do mundo.

2 – Você não é 1 em 1 milhão


Na verdade, você é apenas uma pessoa entre as mais de 7,1 bilhões existentes no mundo atualmente. Neste site, o World o Meters, você pode acompanhar em tempo real quantas pessoas estão nascendo hoje e o total de nascimentos do ano (constantemente atualizado), além das mortes de 2013 e de cada dia, entre outras estatísticas da população mundial.

3 – Existem castelos que são mais baratos do que imóveis de São Paulo e Nova York


Sim, os valores do metro quadrado em algumas cidades do mundo, como São Paulo, Rio de Janeiro e Nova York, podem chegar a níveis astronômicos e inviáveis para a maioria dos mortais. Dessa forma, seria muito mais fácil viver em um castelinho nos campos do interior charmoso da França.

4 – 10% de toda a população mundial ainda é analfabeta


Segundo uma pesquisa mundial de 2010, alguns países não têm nem 50% de sua população total alfabetizada. É o caso do Afeganistão, que só tem uma taxa de 28% de alfabetizados no total.

O Brasil conta com 90,1% da população alfabetizada, mas ainda precisa de muita melhora no ensino e no governo para alcançar os 99% de países como os Estados Unidos, a Suíça, a Suécia, a Alemanha e a Inglaterra. Isso sem considerar os fatores qualitativos dessa alfabetização.

5 – Existe todo um ecossistema dentro do seu umbigo


Outro fato surpreendente é que existe um ecossistema dentro de nossos umbigos. Um estudo da Universidade da Carolina do Norte, divulgado em 2012, mostrou que existem 2.368 espécies diferentes de bactérias.

Para chegar a esse resultado, os pesquisadores analisaram as amostras do umbigo de 60 pessoas, sendo que 1.458 dessas bactérias não sem nem conhecidas pela ciência ate o momento! O mais interessante é que alguns desses micro-organismos eram de um local totalmente desconhecido pelo dono do umbigo. Por exemplo, uma das bactérias estudadas somente pode ser encontrada no solo do Japão (e o “proprietário” do umbigo nunca pisou em terras japonesas).

6 – Nós não enxergamos todas as cores existentes


Você sabia que as galinhas enxergam mais cores do que nós, humanos? Os pesquisadores mapearam cinco tipos de receptores de luz nos olhos de galinhas e descobriram que os receptores ficam dispostos em mosaicos entrelaçados, que maximizam a capacidade do animal para ver muitas cores em qualquer parte da retina.

Além desse fato, temos que lhe informar mais um: nós não conseguimos assimilar todas as belas cores do arco-íris, simplesmente porque nossos olhos não conseguem processar tamanha maravilha. Isso acontece devido ao fato de que os arco-íris são compostos de mais de 1 milhão de cores, muitas das quais os nossos olhos não conseguem perceber.

7 – Nós não temos o segredo da juventude, mas esta água-viva tem


A Turritopsis nutricula pode viver para sempre, voltando a sua fase inicial de vida depois de se tornar sexualmente madura. Quem descobriu isso foi o biólogo marinho Christian Sommer, que observou o comportamento do organismo por algum tempo e constatou que ele se recusava a morrer.

Ele afirmou que a água-viva parecia se desenvolver no sentido inverso, ficando cada vez mais jovem até chegar a sua forma inicial de desenvolvimento, quando recomeçava o seu ciclo de vida novamente. “O Curioso Caso de Benjamin Button” versão água-viva! Mas, nesse caso, ela não morre jovem, e sim continua seu ciclo mais uma vez e mais uma e por aí vai…

8 – O Sol é apenas uma estrela em 300 sextilhões


Talvez você já saiba essa informação, mas o Sol, que é tão vital para a nossa sobrevivência, é apenas uma estrelinha que brilha entre os 300 sextilhões delas no nosso universo. Muita gente não gosta nem de pensar nessas descobertas, pois elas mostram o quanto pequeninos seres humanos são insignificantes neste “universão”.

Para dar mais um nó em nossa cabeça, essa nossa galáxia que habitamos pode ser apenas a sobra dos restos de outro universo, que surgiu a partir de um buraco negro de quatro dimensões. Além disso, poderia haver muito mais universos lá fora dentro de outros buracos negros. Maluco isso, não?

Via

O que você achou?

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse sua opinião Livremente! Apenas considere que:

(1) Discutir não é problema, desde que seja feito de maneira educada, respeitosa e que considere o direito do outro divergir.
(2) Palavras de baixo calão ou textos ofensivos serão apagados pela moderação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...